Na quarta-feira passada (11/03) a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que o COVID-19, popularmente conhecido como coronavírus, que surgiu na China, é uma pandemia. O que causou muitas dúvidas, afinal o que é uma pandemia?

Para te explicar melhor, fizemos um breve resumo de cada um, mostrando sua progressão até a conhecida “pandemia”.  Dá só uma olhada!

 

Ciência, Laboratório, Pesquisa, Laboratório De Ciências

 

O surto é um inesperado aumento de pessoas infectadas por uma doença em uma região especíifica, como por exemplo a dengue no Brasil. Ela normalmente se alastra em um específico bairro de uma cidade, causando diversos infectados pelo local.

Já a epidemia acontece quando os casos de surto se espalham pela região de um munícipio ou país. Por exemplo, quando um local de foco da dengue deixa de ser apenas num certo bairro e começa a ocorrer em muitos outros. 

 

Marcos Boulos, professor de moléstias infecciosas e parasitárias da Faculdade de Medicina da USP, disse à EXAME que é comum que o Brasil tenha epidemias geradas por vírus da gripe — como o H1N1. De acordo com ele, os vírus transmitidos por vias respiratórias se espalham com mais facilidade:


“A transmissão de doenças como o coronavírus se iniciam pela alimentação, mas, assim que o vírus sofre mutação e se adapta ao organismo do homem, ele passa a ser transmitido pela respiração”, diz Boulos.

A pandemia é o pior dos casos, pois para ser classificada assim, é necessário ter atingido diversos ou todos os continentes. Além do COVID-19, que teve início em janeiro e recebeu a classificação de pandemia hoje, a gripe asiática que aconteceu em 1957 também se encaixa na definição: em cerca de dez meses, a pandemia atingiu a Austrália, a Índia, a Europa, a África e os Estados Unidos, causando cerca de 70.000 mortes.

Devido ao aumento de pessoas circulando entre os países, especialistas acreditam que isso tenha aumentado o risco de uma pandemia. Nesse caso, fica mais difícil de controlar, como podemos ver com o COVID-19 que chegou rapidamente em todos os continentes e continuam subindo o número de casos. Hospital, Trabalhista, Entrega, Mãe, Médica

 

Para poder se prevenir da melhor forma possível de uma pandemia como a que ocorre no momento, deve-se seguir as orientações dos órgãos de saúde de seu governo, pois são eles que possuem um maior número de informações referente ao contágio e transmissão, assim como obtém mais rapidamente informações de dentro e fora do país.

 

Atualmente são cerca de 234 casos confirmados no Brasil, e mais de 178.000 pessoas ao redor do mundo.

 

Não perca nossas dicas de como se prevenir do coronavírus!  

Natália Mendes

Natália Mendes

Jornalista e redatora no Geração +, fascinada pelo universo dos filmes e da música. Busco levar o conhecimento para outros ao meu redor e poder entender um pouco mais sobre nosso mundo.

Deixe uma Resposta